Quinta, 11 Novembro 2021 00:28

ENEF 2021 Educação financeira: especialista dá dicas para se organizar e administrar melhor o dinheiro

Escrito por

Ter uma vida financeira mais organizada e saudável promove bem-estar emocional, pois acaba refletindo em diversos aspectos da vida.

Isso porque possibilita que a pessoa consiga pagar as contas básicas como alimentação, moradia e deslocamento, e, também, realizar sonhos e planejar o futuro. Diferentemente do que muitos pensam, a educação financeira não tem a ver somente com cálculos e planilhas de gastos. Ela é, na verdade, uma ferramenta para termos mais entendimento sobre como a relação com o dinheiro é emocional e comportamental, conforme explica Querli Tolfo, da área de educação do Ailos.

“Compramos por impulso, compramos por status, compramos para nos alegrar, para compensar nossas ausências, quando o que precisamos é entender a diferença entre necessidade e desejo, e conhecer a nossa realidade financeira, para que não sejamos logo impactados por escolhas que não podemos bancar”, diz Querli.

Todos os anos, o Banco Central, através do Fórum Brasileiro de Educação Financeira (FBEF), promove a Semana de Educação Financeira (ENEF) para que toda a comunidade tenha acesso, de forma gratuita, a conteúdos e iniciativas sobre educação financeira e possa aprender mais sobre o assunto, deixando suas finanças em dia. Neste ano, o evento será entre os dias 8 e 14 de novembro e terá como tema central “Planejamento, Poupança e Crédito Consciente para sua saúde financeira”. O Sistema Ailos, que já possui diversas ações de educação financeira, como os conteúdos disponíveis no Programa de Integração e desenvolvimento de cooperados e comunidade (PROGRID), está com uma programação completa, gratuita e 100% online de vídeos educativos que pode ser acessada em seu canal do YouTube.

Para contribuir, reforçamos cinco passos para uma melhor organização financeira.

Procure estudar sobre o assunto

Busque informações, leia a respeito, consuma conteúdo de todas as formas. Na plataforma Progrid EAD do Ailos, por exemplo, você encontra diversos cursos completos sobre educação financeira.

Liste todos os seus gastos

Desde o cafezinho até as despesas de moradia, a ração dos pets, os gastos com cartão, as prestações. Absolutamente tudo deve ser anotado, assim você terá o controle dos seus gastos com fácil acesso, e saberá até quanto pode gastar, quanto deve poupar, etc.

Classifique as despesas por categoria

As principais são: moradia (prestação da casa/apartamento, condomínio, água, energia, seguro, diarista); alimentação (mercado, feira, padaria, restaurantes); educação (cursos, mensalidades, uniforme, livros); lazer (viagens, cinema, festas). E não esqueça de incluir seus sonhos e objetivos nesta lista. Com as contas já classificadas por tipo, faça a conta se o que você ganha é suficiente para pagar as suas despesas. Se o seu saldo está negativo, avalie onde você pode fazer cortes, diminuir despesas ou se é necessário buscar uma renda extra.

Quite suas dívidas, renegocie se precisar

Busque em primeiro lugar quitar suas dívidas, porque com os juros, elas vão apenas aumentando com o tempo. Tente quitar primeiro as contas com maiores juros, e busque também renegociar suas dívidas, para que consiga liquidá-las em menor tempo e também com uma menor taxa de juros.

Reserve um valor para lazer/prazer: não sobra para jantar fora? Faça um jantar gostoso em casa, organize um piquenique com a família, a gasolina está muito cara para passear? Que tal tirar a bicicleta da garagem? Dividir a conta com os convidados, reformar algumas roupas ou vender alguns itens que você não usa mais, para investir naqueles que você deseja. Se coloque em primeiro lugar, cuidar da sua vida financeira é cuidar de você e daqueles que você ama.

Ler 57 vezes
Entre para postar comentários
Top