Colônia Ucraniana acolherá a Assembleia dos bispos do Paraná

Episcopado paranaense se reunirá na Colônia Marcelino nos dias 13 a 15 de março


Pela primeira vez na história do Regional Sul 2 da CNBB, a Metropolia Católica Ucraniana São João Batista irá acolher a Assembleia dos Bispos do Paraná. Nos dias 13 a 15 de março, o episcopado paranaense se reunirá na Colônia Marcelino, em São José dos Pinhais (PR), para a primeira reunião do ano. Segundo o secretário executivo da CNBB Sul 2, padre Valdecir Badzinski, os bispos estão com uma expectativa muito boa para esse momento: “Primeiro porque estarão reunidos novamente, depois de mais de um ano só com reuniões on-line, devido a pandemia da Covid-19. Segundo, porque será um momento de expressar solidariedade, proximidade e comunhão com os irmãos ucranianos, que estão sofrendo com a Guerra que está acontecendo na Ucrânia”.

A assembleia terá início às 18 horas com uma missa, celebrada no rito ucraniano, na Igreja Ucraniana Santíssima Trindade, que será aberta à comunidade local. O encerramento será com uma missa, às 11 horas de terça-feira, 15, na Comunidade São Pedro, que em seguida oferecerá o almoço aos bispos.

Participam dessa Assembleia todos os arcebispos e bispos do Paraná, os dois bispos ucranianos, o presidente da Comissão Regional de Presbíteros, padre Emerson Lipinski, e o secretário executivo da CNBB Sul 2, padre Valdecir Badzinski.

Avaliar a caminhada pastoral da Igreja no Paraná e programar as atividades do ano são alguns dos objetivos da Assembleia. Entre os assuntos em pauta estão: a Missão São Paulo VI, na Guiné-Bissau, África; a produção da Cartilha de Orientação Política 2022; a Campanha da Fraternidade 2022; a fase diocesana do Sínodo dos Bispos e questões administrativas do Regional Sul 2 da CNBB.

Para o arcebispo da Metropolia Católica Ucraniana São João Batista, Dom Volodemer Koubetch, acolher os bispos do Paraná para a assembleia será um momento muito significativo. “Primeiro, por valorizar aquela comunidade que é histórica. Estamos celebrando o centenário da visita do Metropolita Andrey Sheptytsky, que foi um dos líderes mais importantes da Igreja Católica Ucraniana, tanto no sentido eclesial quanto civil na Ucrânia, e ele passou pela Colônia Marcelino. Depois, porque estamos celebrando os 50 anos de fundação da Eparquia São Batista (desde 2014, Metropolia). Com isso, essa Assembleia dos Bispos terá um sentido histórico profundo, pois vai valorizar a comunidade ucraniana e terá um grande sentido de eclesialidade”, afirmou Dom Volodemer.

Ler 148 vezes
Entre para postar comentários
Top