Armas encontradas em São Paulo podem ser de quadrilha que agiu em Guarapuava

Arsenal foi encontrado em depósito no interior do estado paulista

A Polícia Civil através do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de São Paulo informou que descobriu um depósito com armas que possivelmente tenham abastecido a quadrilha que atacou o 16º Batalhão da Polícia Militar de Guarapuava e uma empresa de transporte de valores do Paraná no último domingo (17).

O armamento foi localizado em uma propriedade no interior de Araçariguama na tarde de terça-feira (19), e estava no sótão de uma casa. Além de armas foi encontrada uma grande quantidade de munição e coletes à prova de balas.

No local havia um caseiro que segundo a polícia não sabia das armas que estavam na casa, incluindo uma metralhadora .50 que tem capacidade de derrubar uma aeronave. O proprietário, segundo apuração, está há vários dias, fora da propriedade.

O ataque em Guarapuava

Cerca de 30 criminosos tentaram assaltar uma empresa de transporte de valores em Guarapuava durante a noite do último domingo (17), e após confronto deixaram dois policiais e um morador feridos. O objetivo principal era o grande montante de dinheiro que havia na sede da Proforte. Depois de uma rápida resposta dos policiais militares plantonistas e do Exército, os criminosos fugiram sem levar nada.

Mais de uma centena de policiais com viaturas, helicópteros e drones estão à caça dos marginais em áreas rurais na região de Guarapuava, Pitanga, Laranjeiras do Sul e Campo Mourão

Ler 54 vezes
Entre para postar comentários
Top