"Paraná Quilombola: história, cultura e resistência" é tema de audiência pública
Créditos: Clemilda Santiago Neto

Na terça-feira (10), às 9 horas, o deputado Goura (PDT) promoveu uma audiência pública com o tema “Paraná Quilombola: história, cultura e resistência”. A audiência foi transmitida ao vivo pela TV Assembleia, site e redes sociais do Legislativo.

Na mesma ocasião, foi lançada a cartilha “Paraná Quilombola”, que conta a história de resistência desses povos, que até hoje sofrem com a grilagem de terras, pressão de madeireiros e a falta de políticas públicas que garantam o básico como energia elétrica e saneamento.

O Paraná é o estado mais negro da região Sul, com 31,1% da nossa população autodeclarada preta ou parda, segundo dados do IBGE de 2017.

“O racismo estrutural da sociedade ajuda a explicar a falta de conhecimento e de reconhecimento de grande parte da nossa população sobre as culturas tradicionais, em especial as de matriz africana”, afirmou Goura ao falar sobre a importância das ações de reconhecimento e valorização dessa população, de combate ao racismo estrutural e de fortalecimento de políticas públicas.

Participação na audiência pública - Federação das Comunidades Quilombolas do Paraná (FECOQUI), com a presença da secretária geral, Carla Galvão, do Quilombo João Surá; Defensoria Pública da União, com a presença da defensora pública federal e coordenadora do Grupo de Políticas Etnorraciais da DPU, Rita Oliveira; Ministério Público do Paraná, com a presença da promotora de justiça Caroline Franceschi; Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ), com a presença da Ana Maria Santos, do Quilombo Invernada Paiol de Telhas; Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR/EMATER), com a presença da engenheira agrônoma Leila Klenk; Superintendência Geral de Diálogo e Interação Social (SUDIS), com a presença do assessor Denis Laurindo.

Paraná Quilombola

Uma primeira audiência foi realizada em 16 de novembro de 2021. O evento reuniu lideranças de quilombos que representaram as quase 100 comunidades quilombolas paranaenses.

“Desde o início do nosso mandato na Assembleia Legislativa do Paraná estamos conhecendo a realidade desses povos tradicionais e buscando formas de fazer o poder público chegar às comunidades”, frisou, Goura.

Nesse sentido, o deputado aposta no Turismo de Base Comunitária (TBC), no fomento à agroecologia e ao turismo de natureza como oportunidades para trazer renda e desenvolvimento sustentável a regiões como o Vale do Ribeira, o litoral do Paraná e outras regiões com forte presença de comunidades tradicionais.

Ler 27 vezes
Entre para postar comentários
Top