Campeões de saúde
Vinho Na década de 90, descobriu-se que os franceses apresentavam um menor risco de morte do que os norte-americanos, apesar de ambos os povos terem o mesmo nível de colesterol e, ainda pior, os franceses ingerirem muito mais gordura saturada. Como pode? Essa questão foi denominada o "paradoxo francês" e deu origem a inúmeros estudos. A cada dia surgem novas pesquisas tentando desvendar os mistérios daquele que foi identificado como o salvador da saúde dos franceses: o vinho. Ao contrário do que alguns comentários preliminares indicavam, também o branco, e não só o tinto, pode ser responsável por:
• Prevenir de resfriados ao câncer; • Controlar a hipertensão; • Reduzir o risco de problemas cardíacos e, nos casos de pessoas já doentes, ajudar a evitar um segundo enfarte; • Em idosos, diminuir o risco de desenvolver problemas mentais. É claro: os benefícios se resumem ao consumo moderado de vinho - no máximo 250 ml diários. O abuso do álcool, como se sabe, acarreta inúmeros problemas de saúde. Frutas cítricas Este é o grupo de alimentos mais famoso no combate a doenças. Afinal, quem não sabe que o melhor remédio para a gripe é "vitamina C e cama"? Os alimentos que se destacam são o limão, a laranja e a acerola, que podem ser usados em molhos, sucos, sorvetes, doces, geléias, compotas... Em 100 gramas da parte comestível da acerola, pode-se encontrar até 80 vezes mais vitamina C que na mesma quantidade de limão ou laranja. Nem é preciso tanto! Uma laranja de tamanho médio contém cerca de 70 miligramas desta vitamina - uma quantidade maior do que as necessidades diárias de um adulto. A vitamina C: • Protege contra o envelhecimento das células; • Ajuda a reduzir o risco de certos tipos de câncer, ataques do coração, doenças pulmonares e derrames cerebrais. • A acerola também está relacionada ao combate de diabetes, disfunções do fígado, cicatrizações difíceis e disenterias, a laranja pode ajudar a reduzir o colesterol e o limão atua contra inflamações e alguns tipos de câncer. Peixe O peixe é uma excelente fonte de proteínas completas, ferro e outros minerais, além de conter os célebres ácidos graxos ômega-3. São eles os grande responsáveis por grande parte da enorme lista de benefícios à saúde que ele traz. O consumo regular de peixe: • Diminui o desenvolvimento de doenças do coração e aterosclerose; • Em idosos, diminui o risco de desenvolvimento do mal de Alzheimer e outros tipos de demência, ao reduzir a inflamação do cérebro e ajudar no desenvolvimento cerebral e na regeneração das células nervosas; • Provavelmente por motivos semelhantes, proporciona um melhor desempenho acadêmico das crianças, ajuda a aliviar os sintomas de depressão, como tristeza, ansiedade e problemas no sono; • Tem influência no controle da pressão arterial; • Colabora com a coagulação do sangue; • Alivia os sintomas da artrite reumatóide; • Protege a pele contra raios UV e inflamações. Oleaginosas Nozes, amêndoas, castanhas... são todos famosos por serem muito calóricos e, inevitavelmente acabam expulsos das dietas de quem busca mais saúde. Então, o que eles fazem nesta lista? Bem, só para começar: as nozes são o alimento vegetal que apresenta uma maior quantidade de antioxidantes, responsáveis por combater o envelhecimento celular e prevenir muitas doenças, como: doenças coronárias; diversos tipos de câncer e loucura. A lista de benefícios não pára por aí. Se consumidas sem exagero, as oleaginosas não engordam e ainda: • Diminuem o risco de morte súbita associada à parada cardíaca; • Diminuem e o nível de colesterol no sangue; • Podem ajudar a prevenir alguns tipos de câncer. Soja A soja é uma das plantas mais nutritivas e versáteis. É uma boa fonte vegetal de proteína, ferro e outros minerais e pobre em calorias e gorduras. Estudos indicam que ela: • Aumenta o colesterol bom e diminui ruim no sangue e, com ele, o risco de doenças do coração; • Previne algumas formas de câncer, em especial o de mama; • As isoflavonas, presentes na soja, combatem sintomas da menopausa, como o fogacho (calorões), e podem evitar osteoporose. Seu uso é muito indicado principalmente para mulheres que não podem ou não querem fazer a reposição hormonal. Farelos e cereais integrais Os cereais - como o arroz e o trigo - são uma excelente fonte de carboidratos ricos em amidos e fibras. Os farelos são compostos pela casca externa indigerível destes grãos. Os benefícios que eles trazem à saúde são: . Ajudar a prevenir a prisão de ventre; • Ajudar a diminuir as taxas de colesterol no sangue; • Gerar uma sensação de saciedade que pode levar à perda de peso; • Reduzir o risco de alguns tipos de câncer, especialmente os associados à obesidade (no intestino e no estômago). Mas não exagere: o excesso de farelo reduz a absorção de cálcio, ferro e zinco e pode causar irritação intestinal, distensão abdominal e flatulência. O ideal mesmo é consumí-lo não puro, mas em alimentos que o contenham, como o arroz integral e o pão integral.
Ler 1319 vezes
Entre para postar comentários
Top