Bom Jesus do Sul implanta ensino integral

Com o objetivo de promover a melhoria qualitativa e quantitativa da oferta educacional escolarizada na rede de ensino municipal de Bom Jesus do Sul foi implantada neste ano, a Educação Integral ampliando a área de conhecimento do educando, permitindo uma visão mais profunda dos conteúdos curriculares, desenvolvendo também aptidões artísticas e desportivas e o conhecimento de línguas estrangeiras.


Para a implantação, a administração municipal através da Secretaria Municipal de Educação tomou algumas providências essenciais: elaboração do projeto que foi submetido à análise de profissionais da educação, do Poder Legislativo Municipal, do Conselho Municipal de educação e do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Francisco Beltrão.

“Bom Jesus do Sul é o único município da região que apresentou um projeto no NRE que foi analisado e aceito”, destaca o secretário municipal de educação, Celso Dias. A implantação se deu em duas escolas municipais: Escola Roberto Mazzucatto, na sede do município e Escola 1º de Maio, na comunidade de XV de Novembro, interior do município e mais a creche municipal.

Como o Ensino Integral foi implantado neste ano, ainda não tem uma avaliação mais apurada dos resultados, mas já se percebe uma grande evolução no aprendizado. Celso destaca que os profissionais vestiram a camisa. “O ensino regular não muda, o que oferecemos aos alunos são oficinas que complementam o aprendizado, respeitam as idades e a criatividade. As aptidões são valorizadas. Quem gosta de teatro, vai ter profissional nesta área. Quem gosta de esportes, receberá toda a estrutura de escolinhas existentes no município. Quem gosta de violão, de poesia, de xadrez, de matemática, de português, entre outras, terá a oportunidade de exercitar o seu dom e de poder partilhar com os colegas”, enfatiza Celso.

Além das oficinas, uma outra questão é fundamental para o pleno desenvolvimento educacional. É a questão da alimentação. Pela manhã, quando os alunos chegam às escolas, é feito o desjejum. No meio da manhã é servido um lanche à base de frutas. Ao meio-dia, almoço e no meio da tarde, outro lanche. Toda alimentação é adquirida no município para atender os 103 alunos na Escola 1º de Maio, 257 alunos na Escola Roberto Mazzucatto e mais 60 crianças na creche.

Para a efetivação do Ensino Integral foi necessário um ajuste no transporte escolar e na contratação de 10 a 15 pessoas que passaram a atender as oficinas.

Na primeira avaliação, feita dia 05 de março, a Secretaria de educação e os professores perceberam melhor rendimento escolar, maior satisfação das crianças e uma nítida mudança comportamental.

O prefeito Paulo Deola (PDT) aposta na educação como caminho do desenvolvimento e por isso chamou para a secretaria de educação, Celso Dias, que já foi prefeito do município, atuou na secretaria de Agricultura e foi monitor da Casa Familiar Rural. Os dois, prefeito e secretário, são apaixonados pela educação e utilizarão a experiência para por em prática, o que é discurso na maior parte do Brasil.

“Há resistências, há desconfianças, mas temos certeza de que daqui há 6 meses ou um ano, todas as barreiras estarão vencidas e teremos realmente uma educação de qualidade para os moradores de Bom Jesus do Sul e formada uma geração próspera no conhecimento”, conclui Celso.

O município de Bom Jesus do Sul conta além das escolas, com instalações de Centros Sociais Comunitários, quadras esportivas, centro de convivência do Idoso e construirá mais três salas de aula para atender o Ensino Integral. Também foram adquiridos mais de 300 colchonetes para que as crianças participem da hora do sono, após o almoço, TVs para que acompanhem filmes e documentários e adquiridos climatizadores para todas as alas de aula e para as salas administrativas, dando plenas condições de estudo, principalmente no período de forte temperatura, como foi nos últimos meses.
 

Ler 720 vezes
Entre para postar comentários
Top