Policial - Jornal Novo Tempo
A cadeia pública de Realeza, que recebe também presos de Ampére e Santa Izabel do Oeste, será reformada. As obras fazem parte do projeto de reestruturação do local elaborado pelo Conselho da Comunidade da Comarca de Realeza. As melhorias no ambiente foram discutidas pelos membros da entidade junto com o delegado Adriano Admir da Cruz Ribeiro e o Juiz da Comarca Dr. Luiz Valério dos Santos. Segundo o presidente do conselho, Luiz Carlos Grzebieluckas, serão investidos na primeira etapa R$ 16.5 mil.
O mandante e financiador da chacina em Guaíra, que deixou 15 mortos e oito feridos, no dia 22 de setembro, em uma chácara na cidade de Guaíra, divisa do Paraná com Mato Grosso do Sul, tem o mesmo nome de uma pessoa que está estabelecido comercialmente no bairro Alto da Colina, em Santas Izabel do Oeste e é muito conhecido no mundo artístico, um exímio gaiteiro vencedor de concursos tradicionaloistas na região e grande frequentador dos CTGs da região.

Apreensão de armas
No dia 27 de maio, Policiais Militares do Destacamento Policial Militar de Salgado Filho, cumpriram Mandado de Busca e Apreensão expedido pelo Poder Judiciário de Barracão, na residência de  Nelson Boldori,  67 anos, residente na Rua 12, Bairro Cantina, Município de Salgado Filho, onde foi apreendido uma espingarda Calibre 36, sem marca, sem numeração; duas espingardas Calibre 32 sem marca, sem numeração, sendo um delas com cano duplo; um revólver marca Ítalo, Calibre 32 largo, número de série A30902, danificado, um revólver marca Ítalo GRA, Calibre 22, sem numeração; duas Espingardas de Ar Comprimido; 12 canos de espingardas de calibres variados, sendo dois duplos, um cartucho calibre 40 intacto e vários estojos de calibres variados deflagrados. Nelson e conduzido a DP de Barracão juntamente com as armas para procedimentos. Na mesma data, foi apreendido um adolescente de 15 anos, residente no bairro São Francisco, também em Salgado Filho, o qual possuía um rifle, calibre 22, sendo encaminhado a delegacia de Barracão juntamente com a arma apreendida para procedimentos.

Repressão ao crime
O Comandante da 3ª Cia. de Policia Militar de Santo Antônio do Sudoeste Ten. Edson, preocupado com os altos índices de furtos que vem ocorrendo nos municípios de Barracão e Bom Jesus do Sul, principalmente o furto de Gado na área rural de ambos os municípios, bem como, ao tomar conhecimento do roubo ocorrido dia 22 de maio na comunidade de Vera Cruz/Bom Jesus determinou que a equipe da segunda seção (PM/2) realizasse diligência em ambas as cidades afim de coibir e reprimir tais ilícitos. No dia 27 de maio, os Policiais Militares abordaram Hugo Ruben Ramirez, de naturalidade Argentina o qual encontrava-se residindo de forma ilegal em nosso país, bem como, possuía vários objetos oriundos de furtos praticados em Barracão (celulares, roupas, carregadores, cd’s entre outros). Também em repressão aos furtos de gado que são registrados semanalmente pela Polícia e tendo em vista que trata-se de um crime de difícil elucidação, mas sobretudo, tendo conhecimento que a maioria da carne adquirida dessa maneira é revendida de forma clandestina, tendo inclusive denúncias que declinam supermercados da área central como revendedores, o primeiro passo tomada pela PM foi organizar uma operação em conjunto com o Ministério Publico, a Policia Civil e a Agência Estadual de Saúde a qual deu-se no dia 30, onde foram percorridos todos os comércios que possuem açougue nos municípios de Barracão e Bom Jesus do Sul, sendo assim apreendido pelos fiscais, as carnes não inspecionadas, pois encontravam-se em desconformidade com as normas de vigilância sanitária sendo os proprietários flagrados em tal situação conduzidos à Delegacia de Policia onde foram autuados em flagrante delito pela infração do artigo 7º, inciso IX da Lei nº 8.137/90 c/c com o art. 18, § 6º, II da Lei nº 8.068/90 ao qual é cominada pena de reclusão de dois a cinco anos. No tocante ao Roubo registrado em 22 de maio, Policias Militares de Bom Jesus do Sul em conjunto com a Agência Local de Inteligência da 3ª Cia. (PM2) levantaram informações que declinava como possível autor do delito um individuo que homiziava-se na Linha Panasolo/Bom Jesus do Sul, assim ao chegar na residência do mesmo esse apresentou-se aos Policiais, como sendo Jair Gonçalves apresentado RG, no entanto, os Policiais observaram que a fotografia do referido documento estava colada de forma errada, bem como, o individuo não sabia declinar dados simples como o nome de sua mãe e sua data de nascimento, vindo posteriormente a confessar que falsificou o documento e que chamava-se Jurandir Machado (foto), 30 anos, e que estava a mais de dez anos foragida da justiça sendo procurado pelos crimes de furto e Roubo, nas cidades de São Lourenço do Oeste e Chapecó, também fora localizado pelos Policiais Militares no porão de sua residência uma motocicleta Sundown/WEB 100 EVO placas AQC-1946, a qual havia sido furtada na cidade de Marmeleiro em 23/05/08. Ressalta-se ainda que a vitima do Roubo reconheceu Jurandir como um dos autores, e que as diligencias continuam para se identificar os demais Autores do Roubo, o que deverá ocorrer em breve. Por fim, O Tenente Edson afirma que os trabalhos irão continuar objetivando esclarecer e desmantelar quadrilhas especializadas no furto de gado e que a população pode colaborar fornecendo informações e denúncias utilizando-se para isso dos telefones 181 (Disk-Denúncia); 190 ou 49 3644-1477 em Barracão e 046 3548-1155 em Bom Jesus do Sul, sendo garantido o anonimato.

Apreensão de Crack
A 3ª Cia. da Policia Militar de Santo Antônio do Sudoeste realizou em 02 de junho mais uma grande apreensão de substâncias entorpecentes na região sudoeste do Paraná. O fato deu-se quando Policiais Militares chegaram até um veículo VW/Santana, placas IFL-8334 de Xangrilá, RS, o qual encontrava-se estacionado na Rua Afonso Arachea, centro de Santo Antônio do Sudoeste, o que ocasionou suspeitas nos policiais sendo o mesmo guinchado até o pátio da 3ª Cia, onde em revista minuciosa foi encontrado dentro do pneu estepe do mesmo, cubos de ferro amarrados à roda “recheados” com pasta base de crack, sendo também encontrado a substância dentro do pneu traseiro do veículo, totalizando a quantia de 2kg de pasta base de Crack. Constata-se que como trata-se de “pasta base” de crack o valor de tal entorpecente gira em torno de R$ 7 mil a R$ 10 mil  dependendo da pureza da mesma, sendo que a esta pode serem acrescida outras substâncias chegando facilmente a quatro quilos o que renderia em torno de 12 mil pedras de crack.
Segundo estudiosos do assunto, o Crack conceitua-se como uma droga muito intensa, justamente por ter um grau de pureza maior que a cocaína. Pertence ao grupo das drogas estimulantes, mas também provoca alucinações. Seu efeito chega rapidamente ao cérebro podendo levar entre 5 e 10 segundos para iniciar; sua duração é curta, em média até 10 minutos; essa característica faz com que o usuário repita o uso muitas vezes, levando-o a dependência severa em muito pouco tempo; geralmente com menos de dez pedras o individuo já pode ser considerado um dependente. O crack eleva a temperatura corporal, podendo levar o usuário a ter uma AVC. A droga também causa a destruição de neurônios e provoca no dependente a degeneração dos músculos do corpo (Rabdomiólise).
O Tenente Edson, comandante da 3ª Cia, de Santo Antônio do Sudoeste destaca o êxito que a Policia Militar vem tendo no combate ao tráfico de drogas na região, devido ao alto índice de substâncias entorpecentes retirado de circulação pelos Policiais Militares o que gerou consequentemente a lavratura de inúmeros flagrantes, sendo que, de acordo com os últimos relatórios do mapeamento do crime divulgados pela Secretaria de Segurança pública do Paraná a dependência química por drogas leva a pessoa a cometer inúmeros delitos passando pelos crimes de furto e roubo chegando até mesmo ao homicídio e que informações levantadas entre lideres de comunidades em Santo Antônio do Sudoeste, apontam que os usuários vem tendo dificuldades em adquirir substâncias entorpecentes em nossa cidade em reflexo ao trabalho realizado pela Policia. Ressalta por ultimo que as pessoas que tiverem informações atinentes ao tráfico de drogas podem serem repassadas através do telefone 181 (Disk-Denúncia) ou 190 (Polícia), sendo garantido o anonimato.

Polícia apreende 16 armas e faz 10 prisões em Capanema
A Operação Jirau II, desencadeada pelo Batalhão de Polícia Ambiental Força Verde da Polícia Militar do Paraná, terminou com a prisão de 10 pessoas acusadas por posse ilegal de arma e a apreensão de 16 armas de fogo, sendo 15 armas de caça e um revólver e outras quatro espingardas de pressão.
As equipes que cumpriram mandados de busca e apreensão em endereços do município de Capanema, também recolheram uma grande quantidade de munição. Eles apreenderam ainda carne de animal abatido e fecharam duas fábricas clandestinas de industrialização de palmito. Foram mobilizados pelos menos 60 policiais militares ambientais em cerca de 20 viaturas.
Para a posse ilegal de arma a pena prevista é de detenção de 1 a 3 anos e multa. No caso do armazenamento da carne de caça, a lei prevê pena de seis meses a um ano mais multa de R$ 500 por animal abatido. Em relação ao palmito, quando o produto é extraído sem autorização, é prevista pena de reclusão de 1 a 5 anos e multa de R$ 100 por quilo do produto. Se o palmito é apreendido in natura a multa é de R$ 150 pela dúzia do vegetal.
A Força Verde recebe denúncias de depredação do meio ambiente através do Disque Força Verde, que atende pelo 0800 643 0304.

Top