Joceli vai à reeleição em Bela Vista da Caroba
 “A população de Bela Vista da Caroba tenha a certeza de que o nosso lema é muito trabalho”  O atual prefeito de Bela Vista da Caroba, Joceli Tiago Menezes (PT) é candidato à reeleição encabeçando a chapa majoritária formada pelos partidos PT, PMDB, PSC e PR, a coligação tem como candidato a vice Cladir “Branco” Levandoski (PMDB) e 12 nomes que concorrem às 9 vagas na Câmara de Vereadores.
Joceli faz uma avaliação das conquistas do seu mandato e expõe as prioridades para os próximos quatro anos, frente a prefeitura de Bela Vista.
JNT – Como aconteceram as negociações para reunir os cinco partidos e chegar no consenso e lançar o seu nome como candidato a reeleição de Bela Vista da Caroba?
Joceli –
Inicialmente gostaria de cumprimentar o Sergio Jonikaites e você Fernanda por estar prestigiando o nosso trabalho e o pleito eleitoral de Bela Vista da Caroba. Bem, a partir de julho de 2007, começamos a discutir a possibilidade ou não de ser candidato novamente. Depois de algumas reuniões com o PT, ouvindo os companheiros, eles sentiram a importância de eu colocar o meu nome à disposição e ir à reeleição nestas eleições. Após isso, as coisas foram andando até se consolidar, dentro do partido, praticamente por unanimidade, e na seqüência tivemos um período de negociação e discussão com os outros partidos. Então o PMDB já surgiu como um parceiro nessa união. Tivemos na seqüência, o apoio do PR e do PSC. Foi assim que no período das convenções, foram se definindo para se chegar a essa coligação “União, Trabalho e Paz”. Dessa união, então se firmou o meu nome como candidato a prefeito e o Branco do PMDB como vice, na majoritária, após isso os partidos indicaram os nomes dos candidatos a vereador, uma boa chapa e que dá a segurança de que os eleitores terão pessoas dignas de defendê-los e representá-los, tanto nas reivindicações, quanto na fiscalização da aplicação correta dos recursos públicos..
JNT – Quais as maiores prioridades do seu governo para os próximos quatro anos?
Joceli –
Durante o nosso primeiro mandato, pautamos com a preocupação de colocar o município nos trilhos, fazer da gestão pública a sua tarefa que é de responsabilidade do prefeito, observando e cumprindo a legislação e fazendo com que todas as medidas se convergissem rumo a organização do trabalho, do empenho e da estrutura administrativa. Para isso fizemos diversas ações de reformas administrativas, realizamos os concursos públicos, regulamentamos o vínculo dos prestadores de serviço para a prefeitura, melhoramos na área da educação, saúde, contratando mais pessoal para o PSF (Programa saúde da Família), contratação de médicos, mudamos toda a estrutura da Farmácia Básica, que hoje é referência em medicamentos, atendendo as necessidades da nossa população com remédios sendo distribuídos de forma gratuita. Quando assumimos tínhamos 63 tipos de remédios, hoje temos 142 e mais 30 medicamentos especiais e ainda fizemos licitação com as duas farmácias locais que fornecem medicamentos complementares. Da mesma maneira, fizemos investimentos na área de ação social, hoje temos uma ação social indo para o atendimento básico, assumindo todas as responsabilidades da gestão das políticas públicas da Bolsa Família e demais políticas das áreas de assistência, desenvolvemos ações relacionadas aos Clubes de Mães, apoio a Pastoral da Criança onde hoje atendemos cerca de 350 a 400 crianças. Fizemos um trabalho muito bom de apoio a agricultura através da implantação de políticas sérias, onde fornecemos hoje a distribuição do sêmen a R$ 10,00, quando assumimos era R$ 20,00; ampliamos as políticas das patrulhas rurais; investimentos fortemente no período de estiagem como apoio aos agricultores através da abertura de bebedouros, de estradas, enfim uma série de ações que viemos desenvolvendo de uma maneira muito forte neste setor. Investimos também, de forma determinada, no fortalecimento das entidades, elas receberam esse apoio e hoje essas entidades atuam de forma forte em nosso município. Instalamos a primeira fábrica de açúcar mascavo e estamos concluindo a segunda na comunidade de Santa Lucia, constituímos a base de captação de leite também nesta comunidade em que essa Associação recebeu diversos equipamentos e construímos, juntamente com recursos do Governo Estadual, a plataforma de resfriamento e análise de leite, onde atendemos hoje 7 cooperativas da região e a nossa meta é atender 12 cooperativas. Além disso, temos sido parceiros da Associação Comercial, temos dado toda a preferência ao comércio local, para que produtos e serviços sejam disponibilizados por empresas locais para que tenhamos um comércio forte em nosso município. Em outras áreas, também tivemos diversas ações fortes que foram implantadas quem vem dando resultado, como programa de cascalhamento, apoio na construção habitacional através da terraplanagem, abertura de fossas, bebedouros, programa de enleiramento de pedras, retirando as pedras do solo, para que se torne produtivo, para plantar grãos ou pastagem para a produção do leite. Quando nós assumimos, tínhamos uma produção de leite de 5 mil litros/dia, hoje estamos superando 25 mil litros/dia. Fizemos um esforço muito grande para que esse setor se tornasse um setor forte para que o agricultor pudesse se manter no campo, na propriedade e fazer dele uma condição de renda e ganho. Isso tem avançado de forma intensa e as ações do poder público tem se concentrado em torno disso com as questões do laboratório de analise da brucelose, concurso para efetivação de técnicos e agrônomos, temos feito disso uma meta rigoroso e colocado, na medida do possível, uma equipe no campo. Como somos um município essencialmente agrícola, temos voltado a nossa atenção de uma maneira extraordinária nesse setor, e queremos manter essas políticas de valorização do homem do campo, da produção e do fortalecimento da agricultura familiar.
Também apoiamos a instalação da APAE, com estrutura de atendimento, transporte e alimentação, assumindo o papel de Responsabilidade Social e de inclusão social.
JNT – Pensando num projeto regional, em que sentido Bela Vista da Caroba, pode contribuir para unir forças com os demais municípios do Sudoeste, a fim de fomentar o progresso de toda a nossa região?
Joceli –
Nós temos procurado fazer o dever de casa. E isso a gente conseguiu sem dúvida nenhuma avançar em todas as áreas e conseguimos colocar o município num patamar de desenvolvimento. Essas ações que estamos desenvolvendo dentro do município e fazendo com que a sua produção, como estamos fazendo agora na fruticultura, em que foram distribuídas mais de 10 mil mudas, temos um projeto forte nessa cultura. Estamos visualizando um prédio que há muito tempo está abandonado na Soledade para que ali possamos instalar uma fábrica de doces do município, aproveitando essas riquezas naturais para futuramente estarmos comercializando esses doces em toda a região e nos tornamos uma potência na produção de alimentos. A mesma política está voltada para o leite. Hoje estamos trabalhando com uma plataforma atendendo cooperativas da região. Investimos internamente para que o agricultor pudesse se estruturar. Agora estamos indo rumo a estruturação da agroindústria do leite. Queremos que Bela Vista se torne um pólo na produção do leite. Pretendemos ampliar o número de cooperativas atendidas e também buscar junto ao governo do Estado uma fábrica de industrialização do leite. Queremos ter aqui um laticínio e uma fábrica de queijo e iogurte. Isso, certamente, irá colocar uma porta a mais aberta para que a região possa industrializar mais o leite e nós possamos atender as políticas públicas de fortalecimento desse segmento produtivo. Entendo assim, que estamos visando de forma ampla o desenvolvimento de toda a região. Queremos discutir no futuro, programas na área educação e capacitação dos nossos agricultores. Esperamos com a nova safra de prefeito, possamos trabalhar projetos de forma integrada. Não mais pensando apenas a produção in natura, mas colocar o nosso Sudoeste num patamar da agroindustrialização. Queremos agregar mais valor aos produtos produzidos na região. Então acredito que a agroindustrialização do sudoeste deve ser a principal bandeira da nossa região.
JNT – O que a população de Bela Vista da Caroba pode esperar do seu segundo mandato, a partir de 2009?
Joceli –
Pode esperar muito trabalho. É o que a gente está disposto a fazer. Trabalho, dedicação, esforço conjugado, a seriedade na responsabilidade na gestão pública e o envolvimento da população nos projetos que possam viabilizar as condições melhores de vida. Estaremos dando continuidade na geração de empregos, saúde, educação, expansão de redes de água, agricultura, ação social enfim, estaremos ampliando as ações para que a população possa viver bem, possa ter qualidade de vida e possa se sentir valorizada no nosso município. A população de Bela Vista da Caroba tenha a certeza de que o nosso lema é muito trabalho. 
Ler 727 vezes
Entre para postar comentários
Top