Projeto proíbe bebidas alcoólicas em festas escolares
Assessoria

Fonte: Assessoria 

 

O projeto de lei nº 90/2014, de autoria da deputada Marla Tureck (PSD), propõe a proibição da compra, da venda, do fornecimento e do consumo de bebidas alcoólicas em festas realizadas pelas escolas públicas e privadas do ensino fundamental e do ensino médio no Paraná.

A proposição, já protocolada junto à Assembleia Legislativa, prevê inclusive a proibição de bebidas alcoólicas em eventos promovidos pelas escolas fora de suas dependências e em datas que não constam do período letivo regular. Para o caso de descumprimento da norma, o projeto prevê aplicação de pena de multa no valor de trinta Unidades Padrão Fiscal do Paraná (UPF/PR), com este valor sendo elevado em dobro no caso de reincidência.

 “As escolas paranaenses devem preservar os valores básicos da educação, evitando incentivar os jovens ao consumo de álcool, uma vez que eles aprendem o que vivenciam”, justifica a deputada. Segundo Marla Tureck, “existe uma contradição quando os educadores debatem os perigos e riscos das drogas, lícitas ou ilícitas, e quando realizam festas permitem a venda de bebidas alcoólicas no ambiente escolar”.

Lido em Plenário no último dia 25 de fevereiro, o projeto de lei segue agora para análise das comissões técnicas do Legislativo.

Ler 2170 vezes

Itens relacionados (por marcador)

  • TRE recebe a inscrição de 121 candidatos a prefeito e vice-prefeitos nos 42 municípios do Sudoeste

    2.839 candidatos a vereador por 25 partidos estão inscritos no TRE para concorrer as eleições proporcionais no Sudoeste.

  • Prefeituras receberam quase R$ 20 milhões a menos em ICMS no semestre

    Gestores estão cortando despesas para enfrentar momento de crise nas contas públicas.

     

    Da assessoria/Amsop

    Apesar do aumento nos repasses de ICMS às prefeituras da região em junho, o primeiro semestre do ano terminou com queda de R$ 19,6 milhões nas transferências do imposto. Os meses com pior resultado foram abril e maio, quando a redução foi de 33% e 40%, reflexo da redução da atividade econômica em função das medidas de combate ao coronavírus.

     

    Os repasses de ICMS aos 42 municípios do Sudoeste totalizou R$ 261 milhões entre janeiro e junho deste ano, valor menor que os R$ 280 milhões do mesmo período de 2019, segundo levantamento feito pela Amsop (Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná). E as transferências do imposto são apenas uma das que as prefeituras recebem do governo do Estado e Federal para custear despesas e realizar investimentos e que também foram afetadas. A arrecadação própria dos municípios (com IPTU, ITBI, ISS...) foi reduzida.

     

    A União está complementando parte do FPM e aprovou o repasse de dois auxílios emergenciais a estados e municípios, mas somente uma parte destes recursos chegou às prefeituras.

     

    Corte de gastos e cumprimento das obrigações

  • Sudoeste do Paraná tem mais de 481 mil eleitores

    A Justiça Eleitoral divulgou dados referentes ao mês de maio de eleitores que já estão aptos a votar nas eleições municipais de 2020.

  • 215 pessoas morreram em decorrência da Covid-19 no Paraná

    Nesta quinta-feira foram divulgados mais dez óbitos, o maior número registrado em um único informe epidemiológico, desde o início da pandemia, há 81 dias. Estado tem 327 novos casos e total é agora de 5.820 diagnósticos.

  • Paraná investe R$ 23,3 milhões em equipamentos para escolas

    As 2,1 mil escolas da rede estadual receberão mais de 550 mil cadeiras, mesas, talheres em inox, pratos, banquetas, armários, mesas-refeitório, refrigeradores, além de climatizadores que estão sendo destinados para unidades de regiões mais quentes do Estado.

Entre para postar comentários
Top