O efeito do inverno nas dores pelo corpo!

Junto ao frio alguns problemas de saúde se evidenciam. Essa época do ano registra o aumento das dores pelo corpo, principalmente musculares, nas articulações e ossos.

Com o frio, os músculos se encontram em reação de defesa constante, o que provoca contração involuntária, a fim de elevar a temperatura corporal. O suporte sanguíneo é reduzido, o que leva a uma queda do metabolismo, ocorre um encurtamento das fibras musculares, diminui a massa e por conseqüência a força muscular, o movimento das articulações se torna limitado, também alterações biomecânicas são observadas, com isso a postura sofre impactos e o corpo apresenta certa dificuldade em executar os movimentos habituais.
Pessoas idosas e sedentárias são mais propensas às dores do frio. Elas apresentam musculatura encurtada e mais fraca, com isso, ao tentar se aquecer, as contrações deixam o corpo mais dolorido. O líquido sinovial das articulações também fica mais espesso com o esfriamento do corpo, gerando limitação dos movimentos, o que provoca incômodos. Os magrinhos também padecem mais com o frio, já que a gordura serve como isolante térmico, capaz de aquecer naturalmente o organismo.
Apesar do desconforto apresentado deve-se ter consciência de que a automedicação deve ser sempre evitada. Um profissional habilitado presta orientações quanto à terapêutica mais adequada para aliviar os sintomas ao tipo de dor apresentada. Também esclarece quanto a esquemas não farmacológicos que melhorem o bem estar no dia a dia. No caso das dores relacionadas ao frio, a primeira indicação é que o paciente mantenha-se sempre aquecido, tome bastante líquido, alongue-se e pratique atividades físicas regulares.

Mariana Kist Pompermaier (Farmacêutica – CRF/PR: 24332)

Ler 1382 vezes

Itens relacionados (por marcador)

Entre para postar comentários
Top