Celular não causa câncer no olho

 

O melanoma, um tipo de câncer que aparece no olho, não é causado pelo uso regular de celulares.

 É o que disseram pesquisadores alemães esta semana em artigo publicado no jornal inglês "Journal of the National Cancer Institute". O estudo envolveu 1.600 pessoas, e constatou que não há ligação entre o tempo que uma pessoa usa o aparelho celular e suas chances de desenvolver o câncer. As conclusões contrariam as suspeitas levantadas anteriormente pela mesma equipe, que havia se preocupado com a relação.

O melanoma é um tipo de câncer que pode se espalhar rapidamente, e surge em células oculares que produzem melanina, pigmentação que dá cor à pele. Os olhos também produzem a substância. Entretanto, o melanoma no olho é raro. A questão de saber se, a longo prazo, a utilização de telefones celulares pode causar câncer - em particular os tumores cerebrais - é um tema recorrente.

"Não podemos afirmar, a partir dos nossos resultados, que há risco de desenvolvimento de melanoma com o uso regular de celulares", escreveu Andreas Stang, um dos cientistas que assina o artigo. "No entanto, ainda há incerteza sobre a interferência de ondas de rádio ou de aparelhos no desenvolvimento de células cancerígenas em seres humanos", acrescentaram os pesquisadores, que são da Universidade Martin-Luther de Halle-Wittenberg, na Alemanha.

Ler 711 vezes
Entre para postar comentários
Top