Saúde dos Escolares: IBGE divulga PeNSE feita com estudantes adolescentes

Em 2019, a PeNSE foi à campo em sua quarta edição, completando, assim, uma década de monitoramento de fatores de risco e proteção à saúde dos adolescentes escolares brasileiros.

Traz como novidades a ampliação da abrangência da amostra dos escolares de 13 a 17 anos de idade, onde foram entrevistados estudantes do 7º Ano do Ensino Fundamental ao 3º Ano do Ensino Médio.

A Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar - PeNSE, é realizada pelo IBGE, em parceria com o Ministério da Saúde e com o apoio do Ministério da Educação. O objetivo é fornecer informações para o sistema de vigilância de fatores de risco e proteção para a saúde dos escolares. Os dados são coletados diretamente com os escolares e abordam diversos aspectos de sua vida, hábitos e cuidados, que podem se converter em fatores de risco e/ou proteção para sua saúde.

Os temas investigados foram: alimentação, atividade física, uso do cigarro, bebidas alcoólicas, outras drogas, segurança, saúde mental dentre outros. Para o estado do Paraná, a Pense 2019 registrou:

Hábitos alimentares
- 41% dos escolares consumiram refrigerantes no dia anterior à pesquisa;
- 34,5% refresco em pó;
-31,3% bebida achocolatada.

Em relação sobremesas e biscoitos industrializados, a pesquisa registrou que 43,3% consumiram biscoito salgado, 43,4% biscoito doce e 36,9% sobremesa industrializada.

Atividade física:
- 54,5% dos escolares frequentam aula de educação física 2 dias da semana

Uso do cigarro:
- 31,6% dos escolares de 13 a 17 anos fumaram cigarro alguma vez;
- 17,8% fumaram cigarro pela primeira vez com 13 anos ou menos;
- 8,9% fumaram nos 30 dias anteriores à pesquisa. A forma mais usual de aquisição do cigarro é por meio da compra em lojas, bares, etc.

Consumo de bebida alcoólica
- 70,2% dos escolares de 13 a 17 anos experimentaram bebida alcoólica alguma vez;
- 42,7% tomaram a primeira dose de bebida alcoólica com 13 anos ou menos;
- 17,6% tiveram problemas com família ou amigos, perderam aulas ou brigaram, uma ou mais vezes, porque tinham bebido.
- 34,50% consumiram bebidas alcoólicas pelo menos um dia nos 30 dias anteriores à pesquisa

Drogas ilícitas
- 19% dos escolares de 13 a 17 anos experimentaram drogas ilícitas alguma vez;
- 6,7% usaram drogas ilícitas pela primeira vez com 13 anos ou menos;
- 7,8% usaram maconha nos 30 dias anteriores à pesquisa;
- 0,7% usaram crack nos 30 dias anteriores à pesquisa
- 21% afirmaram que os amigos usaram drogas ilícitas na sua presença pelo menos uma vez nos 30 dias anteriores à pesquisa

Saúde sexual e reprodutiva
-36,3% dos escolares de 13 a 17 anos tiveram relação sexual alguma vez;
- 38,9% dentre os que já tiveram relação sexual e cuja primeira relação sexual foi com 13 anos ou menos;
- 64,3% dentre os que já tiveram relações sexuais, em que um dos parceiros usou camisinha (preservativo) na primeira relação sexual;
- 57,2% dentre os que já tiveram relações sexuais, em que um dos parceiros usou camisinha (preservativo) na última relação sexual;
- Dentre os que já tiveram relações sexuais, que usaram camisinha na última relação sexual, por modo como conseguiu o preservativo, 48,1% compraram na farmácia, 21,5% conseguiram no serviço de saúde e 19% conseguiram com o parceiro.
- Dentre os que já tiveram relações sexuais, que utilizaram outro método para evitar gravidez (exceto preservativo) na última relação sexual, 56,6% fizeram uso da pílula anticoncepcional, 9,6% usaram método injetável, 10,1% fizeram uso da pílula do dia seguinte.

Imagem corporal
- 60,2% dos escolares de 13 a 17 anos estavam satisfeitos com o próprio corpo;
- 13,5% indiferentes;
- 25,6% insatisfeitos

Saúde mental
- 33,3% de escolares de 13 a 17 anos se sentiram tristes na maioria das vezes ou sempre, nos 30 dias anteriores à pesquisa;
- 45,8% se sentiram irritados, nervosos ou mal-humorados na maioria das vezes ou sempre, nos 30 dias anteriores à pesquisa.

Ler 275 vezes
Entre para postar comentários
Top