Associativismo Futuras instalações da Comunidade Terapêutica Sob o Olhar de Maria é projetada por núcleo da Acefb
Pessoal que participou de reunião na Acefb para discutir os detalhes do projeto social: Bel, Natalino, João, Poio, Joceane, Ademir, Alcione, Carol, Carolina, Débora, Rosiane, Diele e Eduardo. Darce Almeida/Acefb.

Espaço terá capacidade para atender 60 pessoas e será construído no interior de Francisco Beltrão.

Da assessoria/Acefb – Membros do Núcleo de Arquitetos e Urbanistas de Francisco Beltrão (Nudearq), vinculado à Associação Empresarial (Acefb), estão engajados há dias com o projeto social das instalações da Comunidade Terapêutica Sob o Olhar de Maria. Os responsáveis pelo projeto são: Jo Marcon arquitetura, ADS arquitetura, Arquitetura by Carol Odelli e Intra arquitetura e engenharia.

 

A obra será construída no interior de Beltrão – comunidade de Vila Lobos, sentido ao município de Itapejara d’Oeste. De acordo com Natalino Souza, membro da Comunidade Terapêutica, uma parte do terreno foi doado por um empresário. “E o complemento do valor foi feito por um benfeitor que ajuda a comunidade”.

 

Natalino comenta como surgiu a ideia do projeto. “Quando a Comunidade Católica de Oração Israel acolheu a Comunidade Terapêutica Sob o Olhar de Maria, nós vínhamos esperando por esse momento, de dar um novo direcionamento a esse trabalho que Deus colocou no coração do Valdemar (Mazon, o Poio) e das demais pessoas envolvidas nesse projeto. Começamos com dez pessoas acolhidas e hoje temos mais de trinta. Por isso nós precisamos de um novo local para melhor abrigá-los. E foi através dessa parceria com a Acefb e o Nudearq que o sonho saiu do papel. Nos próximos dias, a população beltronense contemplará conosco uma nova oportunidade para aquelas pessoas viciadas em drogas, bebidas alcoólicas e que não tinham onde ficar”.

 

A arquiteta Joceane Marcon, integrante do Nudearq e vice-presidente da Acefb para Assuntos de Serviços, explica que o projeto arquitetônico contempla alojamento, refeitórios, parte administrativa e atendimento. “Terá também áreas de lazer, marcenaria, panificadora, lavanderia, igreja e quadra de esportes numa obra de aproximadamente mil metros quadrados. O projeto já foi aprovado e o pessoal da Comunidade Terapêutica irá fazer a captação de recursos para a construção”.

 

Joceane sublinha: “A obra segue todas as normas exigidas, tanto de acessibilidade quanto às normas de saúde da Anvisa e da prefeitura”. O conceito da obra é em farmhouse (estilo fazenda). O estilo foge da sofisticação moderna e recorda os tempos mais simples, criando espaços limpos, elegantes e com alma.

 

Doações

Atualmente, a Comunidade Terapêutica atende cerca de 30 pessoas num espaço localizado no KM 8 – Parque das Águas, antigo Fishing Day, sentido a Realeza. Sobre o início da obra, Natalino explica que “precisamos começar urgentemente e vamos precisar de doações [dinheiro e materiais de construção]. Queremos agradecer ao agradecemos ao proprietário do local onde estamos atendendo, o senhor Gelsonoir Bonetti e sua família pela oportunidade que nos deram até hoje”.

 

Mais informações sobre como doar, entrar em contato pelos fones (46) 9 9974-5605 (Natalino), (45) 9 9133-0707 (Poio), Alcione Iess (46) 9 8802-9020 e Éder Tortelli (46) 9 9982-6344.

Ler 170 vezes
Entre para postar comentários
Top