Acusados de torturar e matar menino em Bom Jesus do Sul são condenados a mais de 35 anos de prisão

O crime que chocou e comoveu Bom Jesus do Sul e toda a Tri-Fronteira em abril de 2020, ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira, 16, quando ocorreu o julgamento de mãe e padrasto, que à época agrediram brutalmente o filho dela de apenas 03 anos, e que acabou falecendo em consequência dos ferimentos.

Vale destacar que mesmo foragida, desde a madrugada do dia 16 de outubro de 2021, Fernanda Fidelina Vazquez, de 20 anos, também foi julgada. Paulo que segue preso desde o dia do crime, compareceu ao julgamento e deu seu depoimento de como ocorreram os fatos.

O casal foi denunciado pelos crimes de homicídio qualificado e tortura. Após o depoimento das testemunhas, bem como do acusado, foi realizado o debate entre acusação e defesa.

Após as alegações, o Tribunal do Júri condenou Paulo e Fernanda, pelos crimes de tortura e homicídio qualificado, pelo motivo fútil, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Por fim o presidente do Tribunal do Júri, fixou a pena de Fernanda em 34 anos, dois meses e dois dias, e de Paulo em 37 anos e dois meses de reclusão em regime fechado.

Durante o julgamento, a acusação ficou nas mãos do Promotor de Justiça, Dr. Felipe Lira, e a defesa por parte dos advogados, Dres. Wagner Bento e Cibele.

Fonte e foto: Rossy Ledesma/Jornal da Fronteira

Ler 230 vezes
Entre para postar comentários
Top