UEM confirma retorno das aulas presenciais para a próxima segunda-feira

Durante esta semana (24 a 29 de janeiro) continua o ensino remoto emergencial (práticas profissionalizantes são presenciais). Este não é o início do ano letivo de 2022. As aulas, que recomeçaram remotamente no dia 10 de janeiro, são referentes ao segundo semestre acadêmico de 2021, que vai até 14 de maio.

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEP) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) decidiu nesta segunda-feira (24) pela retomada de 100% das atividades letivas presenciais para todos os cursos de graduação da instituição a partir da próxima segunda-feira (31). Durante esta semana (24 a 29 de janeiro) continua o ensino remoto emergencial (práticas profissionalizantes são presenciais).

Pela manhã ocorreu uma reunião extraordinária da Câmara de Graduação, Extensão e Educação Básica e Profissional (CGE) para tratar do assunto, e na tarde do mesmo dia houve a decisão final.

Conforme a instituição, as normas de prevenção à Covid-19 serão publicadas pela Secretaria dos Colegiados Superiores (SCS). O Grupo de Trabalho Técnico para Gerenciamento de Questões Relativas à Covid-19, formado por especialistas na área da saúde, continua fazendo o monitoramento da situação da pandemia para orientar a UEM.

Este não é o início do ano letivo de 2022. As aulas, que recomeçaram remotamente no dia 10 de janeiro, são referentes ao segundo semestre acadêmico de 2021, que vai até 14 de maio. O 1º semestre de 2021, cujas aulas terminaram em 15 de dezembro, foi realizado em modo remoto emergencial (on-line), assim como todo o ano letivo de 2020, devido à pandemia da Covid-19.

As universidades estaduais do Paraná compartilham orientações semelhantes de biossegurança para o acesso de alunos, professores e demais profissionais em salas de aula e laboratórios, como a higienização de mãos com água e sabão ou álcool 70%; e o uso obrigatório de máscara facial de tecido ou descartável, cobrindo nariz e boca durante toda a permanência nas dependências universitárias.

Ler 182 vezes
Entre para postar comentários
Top