Genial/Quaest Lula lidera com 44%; Bolsonaro tem 26%; Ciro e Moro empatam

Pesquisa da Quaest Consultoria divulgada ontem, quarta-feira, pela Genial Investimentos aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera as intenções de voto para a Presidência no 1º turno com 44%, em um dos cenários testados, com oito pré-candidatos.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece em segundo lugar, com 26%. O ex-juiz Sergio Moro (Podemos) e Ciro Gomes (PDT) empatam com 7%, no terceiro lugar.

A lista segue com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o deputado federal André Janones (Avante), com 2% cada um. Já a senadora Simone Tebet (MDB) tem 1%. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Em relação às duas pesquisas anteriores do mesmo instituto, não é possível fazer uma comparação, pois houve alteração do cenário pesquisado. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), não aparece mais no levantamento — na última quarta-feira (9), ele anunciou que não será candidado à Presidência da República.

Desta vez, Eduardo Leite (PSDB), governador do Rio Grande do Sul, aparece na pesquisa. Nos dois cenários em que ele participa (veja números abaixo), ele fica com 3% e 1% —nessas situações, há uma quantidade menor de candidatos. Felipe D'Ávila (Novo) não pontuou. Brancos e nulos são 6% e indecisos somam 5%. Lula aparece com menos pontos percentuais do que os seus concorrentes somados — os demais candidatos somam 45%, contra 44% do petista. Dentro da margem de erro, porém, Lula tem possibilidades de vencer em primeiro turno: ele varia entre 42% e 46%, enquanto a soma dos adversários fica entre 43% e 47%. Para que um candidato saia vencedor em primeiro turno, ele precisa ter mais votos que todos os concorrentes somados. A pesquisa ouviu 2.000 pessoas, entre os dias 10 e 13 de março. O índice de confiança, segundo o instituto, é de 95%. A pesquisa foi contratada pelo Banco Genial e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-006693/2022.

Veja os cenários de 1º turno testados:

Cenário 1:
Lula (PT): 44%; Jair Bolsonaro (PL): 26%; Sergio Moro (Podemos): 7%; Ciro Gomes (PDT): 7%; João Doria (PSDB): 2%; André Janones (Avante): 2%; Simone Tebet (MDB): 1%; Luiz Felipe D'Ávila (Novo): 0%; Branco/nulo/não vai votar: 8%; Indecisos: 5%.

Cenário 2:
Lula (PT): 45%; Jair Bolsonaro (PL): 25%; Ciro Gomes (PDT): 7%; Sergio Moro (Podemos): 6%; João Doria (PSDB): 2%; André Janones (Avante): 2%; Eduardo Leite (PSDB): 1%; Simone Tebet (MDB): 1%; Luiz Felipe D'Ávila (Novo): 0%; Branco/nulo/não vai votar: 6%; Indecisos: 4%.

Cenário 3:
Lula (PT): 48%; Jair Bolsonaro (PL): 28%; Ciro Gomes (PDT): 8%; Eduardo Leite (PSDB): 3%; Branco/nulo/não vai votar: 8%; Indecisos: 4%.

Cenários de segundo turno
Assim como apontou as pesquisas anteriores do mesmo instituto em janeiro e em fevereiro, Lula aparece novamente como o vencedor em todos os cenários testados. Contra Bolsonaro, o petista manteve 54%, enquanto o atual presidente oscilou dois pontos percentuais para cima, de 30% para 32%.

Cenário 1:
Lula (PT): 54%; Jair Bolsonaro (PL): 32%; Branco/nulo/não vai votar: 10%; Indecisos: 3%.

Cenário 2:
Lula (PT): 53%; Sergio Moro (Podemos): 26%; Branco/nulo/não vai votar: 18%; Indecisos: 3%.

Cenário 3:
Lula (PT): 51%; Ciro Gomes (PDT): 23%; Branco/nulo/não vai votar: 22%; Indecisos: 4%.

Cenário 4:
Lula (PT): 56%; João Doria (PSDB): 15%; Branco/nulo/não vai votar: 26%; Indecisos: 4%.

Cenário 5:
Lula (PT): 57%; Eduardo Leite (PSDB): 15%; Branco/nulo/não vai votar: 24%; Indecisos: 4%.

O Quaest é um instituto de pesquisas com sede em Belo Horizonte. Até 2020, segundo dados do TSE, a empresa realizava pesquisas eleitorais só em Minas Gerais. Hoje, faz levantamentos sobre intenções de voto para presidente. O instituto tem uma parceria com a Genial Investimentos, a qual financia levantamentos sobre a corrida presidencial de 2022. As pesquisas são realizadas com entrevistas presenciais.

Ler 125 vezes
Entre para postar comentários
Top