Comitê de Crise em energia elétrica realiza primeira reunião de trabalho na Amsop

O Comitê de Crise em energia elétrica, criado em audiência pública com o presidente da Copel, Daniel Pimentel Slaviero, no último dia 11, se reuniu, pela primeira vez, nesta segunda-feira, 21/03, na Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop).

De acordo com o presidente da Amsop e prefeito de Francisco Beltrão, Cleber Fontana, o comitê, agora, fará um diagnóstico localizado em cada um dos 42 municípios da região, com base em dados da Copel. “Vamos fazer esse levantamento, do que é falha pontual, o que é falta de energia e o que é oscilação. E, ainda, quais os segmentos e locais que estão sendo afetados”, ressaltou o presidente Cleber.

Ainda segundo Fontana, o comitê irá trabalhar de forma muito integrada com as prefeituras. “Por exemplo, em Ampére existem muitas reclamações do serviço de energia por parte do setor industrial. Já, em outros municípios, não têm este problema nas indústrias, e sim na produção de leite ou avicultura. Então, tem que se analisar de forma profunda as realidades de cada local”, acrescentou.

Com o levantamento concluído, o comitê deverá debater junto aos técnicos da Copel quais as soluções possíveis para solucionar as frequentes quedas de energia elétrica na região.

Já o presidente da Associação das Câmaras Municipais do Sudoeste do Paraná (Acamsop) e vereador de Santo Antônio do Sudoeste, Cláudio do Carmo enfatizou a deficiência no atendimento das agências da Copel em municípios menores. “Em muitos municípios, como lá em Santo Antônio do Sudoeste, a agência da Copel atende apenas até o meio-dia. Isso precisa ser revisto, pelo menos para que as agências atendam os usuários até às 14h ou 15h, e, assim, se torne mais conveniente para a população”, assinalou o presidente da Acamsop.

O gerente regional de serviços para o oeste e sudoeste da Copel, Paulo Nachtygal, declarou que “para a Copel, realmente, é difícil acompanhar a demanda de desenvolvimento da região sudoeste, muito pujante, com vários segmentos”, mas, reforça que, recentemente, “houveram progressos nos indicadores técnicos, que, inclusive, colocam a Copel entre as melhores distribuidoras do País”.

Nachtygal, estima, ainda, que dentro de aproximadamente um mês já será possível projetar um horizonte de ações para o curto, médio e longo prazos na região sudoeste.

O Comitê de Crise em energia elétrica tem por objetivo encontrar soluções para as frequentes quedas de energia elétrica que, há cerca de três anos, comprometem a produção agropecuária e industrial da região.

O grupo é liderado pelo presidente e vice-presidente da Amsop, Cleber Fontana e Anderson Barreto (prefeito de Coronel Vivida), respectivamente, e, ainda, pelo presidente da Acamsop, Cláudio do Carmo, e tem como membros, os servidores da Copel, Paulo Nachtygal, Hemerson Orcesi e Alessandro Maffei, o presidente do Grupo Krindges como representante do setor industrial, Leonardo Krindges; gerente operacional da Coasul, Luiz Carlos Walter, acompanhado por Ricardo Heinen, como representantes do setor cooperativo; e o presidente da Comissão de Acompanhamento, Desenvolvimento e Conciliação da Integração (Cadec Sudoeste), Juarez Pompeu, que representa mais de 600 avicultores da região.

Ler 76 vezes
Entre para postar comentários
Top