ALEP cria comissão para acompanhar investigação sobre a morte do tesoureiro do PT de Foz do Iguaçu
Créditos: Sandro Nascimento/Alep

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Paraná anunciou, na tarde de segunda-feira (11), a instalação de uma Comissão Parlamentar para acompanhar as investigações sobre a morte do guarda-municipal e tesoureiro do PT de Foz do Iguaçu, Marcelo Arruda, ocorrida no sábado (09).

Arruda foi morto durante as comemorações de seu aniversário, com temática do Partido dos Trabalhadores e do ex-presidente Lula, pelo agente penitenciário federal, Jorge José da Rocha Guaranho, que teria invadido o local falando palavras de apoio ao presidente Jair Bolsonaro e disparado contra o aniversariante. Guaranho também foi atingido por tiros e segue internado na UTI do Hospital Municipal de Foz do Iguaçu.

A Comissão será composta pelos deputados Delegado Jacovós (PL) e Arilson Chiorato (PT) e também terá o acompanhamento do presidente da Comissão de Direitos Humanos e da Cidadania, deputado Tadeu Veneri (PT). “Os três ficam designados para acompanhar o processo investigatório em nome do Poder Legislativo”, disse o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSD).

Ler 68 vezes
Entre para postar comentários
Top