Geração de energia solar:Experiência portuguesa em solo brasileiro

A experiência bem sucedida em geração de energia solar em Portugal foi apresentada pelo prefeito municipal de Moura (Portugal), José Maria Pós de Mina e demais membros da comitiva portuguesa, nesta semana, durante reunião com empresários, pesquisadores, políticos, professores de universidades, imprensa e convidados, na sede da Fundação Científica e Tecnológica em Energias Renováveis (FCTER) – antiga sede da Nord, em Chapecó.

A FCTER tem entre os apoiadores a Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e o Sebrae/SC.
A ação é resultado de um protocolo de intenções assinado recentemente, em Portugal, entre FCTER e a empresa pública portuguesa Lógica, gestora do Parque Tecnológico de Moura de Portugal, para a instalação de um  laboratório de energia  solar fotovoltaica em Chapecó.  O prefeito de Moura destacou que o protocolo pretende dar continuidade à realização do Projeto Sustentar e promover um plano de estágios, que envolva estudantes, técnicos portugueses e brasileiros de energia solar de entidades associadas da FCTER para concretizar em 2011.
Outros objetivos são promover a instalação do laboratório de energia solar fotovoltaica, equipado para garantir a realização de todos os ensaios de certificação de paineis fotovoltaicos, de silício cristalino e de filme fino, em instalações identificadas pela FCTER, bem como desenvolver esforços para implantar no Brasil duas fábricas da indústria fotovoltaica, capazes de produzir paineis a partir de diferentes tecnologias.
Durante o encontro foi apresentado o local onde será instalado o laboratório de energia  solar fotovoltaica, além de discutir as principais características arquitetônicas e construtivas para oferecer os dados necessários para o desenvolvimento do projeto; identificar as principais adaptações para serem feitas no edifício, identificar as assessorias necessárias, discutir perspectivas sobre a execução das obras, recursos humanos, entre outras. 
O coordenador da FCTER, Floriano Kupske, reforçou que a preocupação da classe empresarial e das instituições de ensino superior de Chapecó e de outras regiões de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, com a sustentabilidade e a necessidade de substituir o combustível fóssil por energias renováveis e limpas, foi demonstrada através da presença dos apoiadores nos encontros da Fundação.
A comitiva portuguesa cumpriu uma intensa programação que envolveu visita ao Distrito Industrial de Chapecó, participação de reunião com o prefeito municipal José Cláudio Caramori, na Prefeitura de Chapecó, visita ao Projeto Alto Uruguai, palestra “Energia solar e desenvolvimento regional sustentável: a experiência portuguesa”, conduzida pelo  prefeito municipal de Moura, jantar cultural, entre outras.
Além da ACIC e do Sebrae, são apoiadores da FCTER a Nord Electric, UFFS, Unoesc, Udesc, Fibratec, Uniarp, UNC, Celer Faculdades, Unochapecó, Associação dos Engenheiros e Arquitetos do Oeste (AEAO), Sest/Senat, Embrapa, Fluxo, Fockink, Thiago Dávi Arquitetura, Metalúrgica Cardoso, Alesc e Instituto Federal de Santa Catarina.

Ler 861 vezes
Entre para postar comentários
Top