Veículos - Jornal Novo Tempo

Os veículos eletrificados, sejam eles 100% elétricos ou híbridos, estão em franca expansão e se tornam cada vez mais comuns no Paraná. Segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), organizados e disponibilizados pela NeoCharge, nos últimos dois anos a frota desses veículos no estado praticamente triplicou, passando de 2.135 unidades em maio de 2020 para 6.363 em maio deste ano, último mês com dados disponíveis. O aumento, portanto, foi de 198%.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) adiou pela terceira vez o processo das novas concessões de pedágio no Paraná, e agora, a previsão é de que ele só ocorra em 2023.

Guias podem ser emitidas pelo portal da Secretaria da Fazenda. É possível quitar o débito via Pix pelos canais eletrônicos de qualquer instituição bancária ou mesmo por meio de aplicativos. Alíquota do tributo é de 3,5% ou 1% do valor do veículo, dependendo do tipo.

Integrando as ações do Maio Amarelo 2022, começou nesta semana a campanha “Duas Rodas, Uma Só Vida”, com abordagens a motociclistas, especialmente os que atuam no ramo de entregas.

Na sessão plenária de segunda-feira (09), na Assembleia Legislativa do Paraná, o deputado estadual Soldado Fruet (PROS) relatou preocupação com uma informação que recebeu na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília.

Como diminuir as mortes de ciclistas no trânsito? Especialistas, estudiosos e ciclistas se reuniram nesta quinta-feira (05) na audiência pública “Maio Amarelo: Pela Vida Dos Ciclistas”, realizada na Assembleia Legislativa do Paraná, para debater formas de sanar o problema.

Você sabia que também pode “salvar vidas”? Esta é abordagem da “Campanha Maio Amarelo 2022”, que nesta edição visa destacar o poder de cada cidadão no cuidado com as pessoas no trânsito.

Em São Paulo, os números de 2021 demonstram que o público feminino representa 23% dos profissionais que trabalham na condução de veículos

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) afirmou, na segunda-feira (25), que não descarta adotar uma medida judicial para que o Ministério da Infraestrutura, o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) resolvam a situação das praças de pedágio que estão abandonadas nas rodovias federais do Paraná.

Esse volume gera a emissão de 1.400 toneladas de CO2 na atmosfera e representa um gasto de R$ 4 milhões anualmente

Página 1 de 30
Top